TI na contramão da crise

Encontre na trademinas a solução

21 mai
15
crescimento-tecnologia-informacao-pesquisa-2015-1024x704
Por Cristiano Oliveira

 

Certo dia, um amigo meu comentou que tem visto muitas vagas de TI em aberto, principalmente no Linkedin. Empresas anunciando que estão contratando analistas, técnicos, etc….. Disse a ele que de fato o mercado de TI continua aquecido, apesar da crise econômica deste ano.

Sim, esta é uma percepção de quem trabalha nesta área. Mas quais são os números? Quais as perspectivas? Será que a nossa percepção está correta? Bem, dizem que o profissional de TI é igual São Tomé: “tem que ver para crer. ”

Pesquisei e achei rapidamente a comprovação:

  • Segundo a empresa de consultoria e pesquisa de mercado Internacional Data Corporation (IDC), o mercado de TI brasileiro pode ficar bem acima do PIB do país e deve terminar este ano como o sexto setor com mais investimentos, com expectativa de chegar a 165,6 bilhões de dólares, 5% mais que no ano passado.
  • A IDC prevê também que a movimentação global no setor supere os 3,8 trilhões de dólares – mesmo número previsto pela consultoria Gartner Group. Além disso, ela destaca que os gastos com Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) terá um crescimento de 7,1% em relação ao ano passado nos países emergentes. Já nos países desenvolvidos o aumento será de 1,4% e, na América Latina, a previsão é de 5,7%.
  • Ainda de acordo com a IDC, a tendência para este mercado em 2015 é de que 1/3 dos investimentos globais sejam para a Terceira Plataforma – a qual abrange soluções na área de TI como serviços na nuvem, redes sociais, aplicações de mobilidade, big data e analytics.

Ainda não satisfeito, pesquisei onde devem estar concentrados os maiores investimentos, listados a seguir:

1. Cloud Computing

De acordo com a consultoria IDC, os serviços na nuvem serão responsáveis por movimentar 118 bilhões de dólares em 2015.

2. Sistemas de armazenamento e servidores

A Gartner Group prevê que os gastos com sistemas de armazenamento e servidores cheguem a 143 bilhões de dólares, representando um aumento de 1,8% em comparação a 2014. Já no braço empresarial do mercado de software o setor pode aumentar em 5,5%, chegando aos 335 bilhões de dólares.

3. Big Data e Analytics

Não é novidade que as áreas de big data e analytics estão em crescimento. Segundo a IDC, elas podem responder por 125 bilhões de dólares ao longo do ano. Terão destaque projetos de big data com soluções de analytics rich-media (imagem, áudio e vídeo). O fornecimento de soluções de dados como serviço com empresas que concedem plataformas de analise na nuvem também crescerá.

Resultado: mais contratações no mercado de TI.

Segundo a Brasscom (Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação) a contratação de profissionais de TI deve ter um aumento de 30% até 2016. O mercado já emprega, atualmente, 1,3 milhão de pessoas.

Entretanto, segundo a companhia SOFHAR Gestão&Tecnologia, empresa especializada em soluções de TIC, essa tendência trará uma reflexão para a busca de novas estratégias de recrutamento nas companhias, pois apesar de o mercado ter uma demanda crescente por novos profissionais de TI, há escassez de mão de obra qualificada.

Dessa forma, o desenvolvimento do setor passará a buscar candidatos com habilidades além das técnicas, como conhecimento em gestão, negociação, comunicação e criatividade.